TUBEVISOR
Star Trek - Continues

star-trek-continues
Star Trek – Continues
Web-série produzida por (Trekkers) fãs de Star Trek

Ep. 1: Pilgrim of Eternity
Ep. 2: Lolani
Ep. 3: Fairest of Them All
Ep. 4. The White Iris
Ep. 5. Divided We Stand
Ep. 6. Come Not Between the Dragons
Ep. 7. Embracing the Winds
Ep. 8. Still Treads the Shadow
Ep. 9. What Ships Are For
Bônus – Tour pelo estúdio

Star Trek – Continues. A Aventura Continua.


Depois do cancelamento da Jornada nas Estrelas – a série original, houve um vácuo até o renascimento da franquia impulsionado com o fenômeno Star Wars. Para suprir desejos, fãs costumam gerar mídias avulsas que vão desde imagens até produções cinematográficas. Isto não foi diferente com Star Trek, ainda mais que os Trekkers são muito mais aficionados que qualquer outro grupo.

No começo, isto não agradou a CBS/Paramount, detentoras dos direitos, que ordenou a retirar todos os vídeos, fotos e qualquer coisa que fizesse menção à franquia. Estas ações não caíram muito bem para a CBS/Paramount, voltou atrás e deixou os fãs em paz ao ver que isto era muito menos prejudicial.

Star trek continues

Com liberdade vigiada, isto é, poderiam produzir os seus filmes desde que fossem sem fins lucrativos. Uma das produções mais significativas foi a aclamada e premiada websérie Star Trek Continues produzida por Far From Home, LLC e DracoGen Strategic Investiments, e em associação com Farragut Filmes.

Trakkers – O Universo Paralelo.


O Projeto Star Trek Continues é ambicioso. Todos os personagens e modelos foram espelhados na série original. O destaque vai para o capitão Kirk (Vic Mignogma) e o Sr. Spok (Todd Haberkorn) que até nos gestos lembram muito os nossos ídolos. Foram produzidos nove episódios que exploraram novas e velhas histórias. A ideia principal foi completar o último ano da missão abortada (final de 2269 – início de 2270), que não foi produzida pela série original cancelada.

Para as filmagens foi construído um estúdio de 18.500 pés quadrados que reproduziram os planos originais de Star Trek com precisão cirúrgica. No site do Projeto Star Trek Continues você terá muitas outras informações e poderá até passear pelos corredores, quartos, a enfermaria, a engenharia, sala de recreação, sala de transporte, enfim, por toda a Enterprise, em uma experiência de imersão espetacular de 360° (Veja também no Tubevisor).

Apesar de torcer o nariz, a CBS/Paramount assistia o universo paralelo de Trekkers sem se incomodar muito. Até que a Axanar Productions, um grupo de fãs de Star Trek se organizou para produzir um filme ambientado no mesmo universo e contando outras histórias.

Star Trek Axanar

O teaser, Prelude to Axanar arrancou elogios de muita gente, até de George Takei, o capitão Zulu, que defendeu os primeiros vídeos revelados em 2014. Mas desta vez foi gota d’água para a CBS/Paramount, que abriram processo alegando infração de copyright dos elementos de Star Trek, ainda mas por que os produtores arrecadaram cerca de US$ 1 milhão dos fãs, isto levantou a desconfiança que havia algum lucro, quebrando a principal diretriz (produções não comerciais).

As novas leis do “Comando Estelar”.


Para evitar futuras dores de cabeça, a CBS/Paramount resolveu publicar novas regras para as produções Trekkers, afirmando que não se opõem ou adotarão medidas legais contra as produções, sejam elas profissionais ou amadoras desde que atendam à algumas diretrizes, esclarecendo que isto não são leis, mas parâmetros gerais que são aplicados caso a caso.

Os principais pontos são que a produção não pode exceder 30 minutos no total e não podem caracterizar como séries. Os produtores, atores e todos os outros participantes devem ser amadores, isto é, verdadeiros fãs, Trekkers. A angariação de recursos para a criação de uma produção não deve exceder à US$ 50.000,00, entre outras.

Onde nenhum Trekker esteve.


É louvável que a CBS/Paramount tente proteger os seus direitos, ainda mais em uma indústria que envolve bilhões de dólares. Por outro lado, as novas diretrizes restringem por demais a criatividade dos Trakkers. No entanto, desde da sua implementação, os produtores de Star Trek Continues, afirmam que se concentraram estritamente em completar os episódios que já foram financiados a partir das doações de fãs. Assim, garantem que Star Trek Continues sempre seguiu todas as instruções que a CBS/Paramount forneceu em relação à sua produção, e continuará a fazê-lo.

Até o final de 2017 os produtores prometem produzir os episódios finais em um total de doze, concluindo assim o último ano da missão de cinco, onde nenhum Trekker esteve.

Veja outros destaques no MYNETFLIX

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *