Prince – O revolucionário da música pop

TUBEVISOR
Prince Reload - A vida e os grandes sucessos de Prince

prince

1. When Does Cry
2. Purple Rain (super bowl 2017)
3. Kiss
4. Raspberry Beret
5. Let’s Go Crazy
6. 1999
7. I Want Be Your Love
8. She`s Always In My Hair (Audio)
9. Uptown
10. Sing O’ The Time
11. Pop Live (Cover – Audio)

Prince – O revolucionário da música pop


Na ocasião de sua morte, em abril de 2016, houve uma procura pela internet pelo trabalho de Prince, mas quase nada se encontrava. É que ano anterior por achar injusta a relação deste modelo retirou quase toda obra das plataformas digitais. Agora, depois de sua morte, a Warner Bros. Music disponibilizou algumas obras em vários serviços de streaming como a Spotify. Aqui você pode ouvir a playlist This is: Prince, com os seus maiores sucessos. Esta lista comprova com foi um magnífico instrumentista, letrista talentoso, artista de desempenho única e um dos mais influente e produtivo músico pop contemporâneo.

Nasce Prince: Predestinado ao estrelato


Em 7 de junho de 1958, em Minneapolis (EUA), o casal de músicos John L. Nelson e Mattie Shaw eram agraciados com um filho. O pai integrante de um trio de jazz chamado Prince Rogers Trio, não teve dúvida. Homenageou a banda colocando o nome do filho de Prince Rogers Nelson, desta forma Prince, além do DNA, já nasceu predestinado ao estrelato.

O nascimento de Prince ou de sua irmã, Tika Evene em 1960, não foram suficientes para manter os pais juntos e logo eles se divorciaram. Algum tempo depois a mãe se casou, mas Prince não aceitou o padrasto e resolveu ir morar com o pai. No novo lar, Logo fez amizade com vizinho Andre Anderson, com o qual descobriu afinidades musicais e assim formou sua primeira banda, Grand Central.

Em 1976, Prince foi apresentado a Owen Husney. Logo este reconheceu seu talento e o encaminhou para gravação de seu primeiro álbum ‘For You’ pela Warner. No ano seguinte com uma banda mais estruturada e multirracial ao estilo Sly and Family Stone, lança seu segundo álbum, que entrou no Bilboard 200 com dois hits.

Entre 1980 e 1984 Prince coloca sua orientação sexual em evidência. Isto ficou claro com álbum Dirty Mind a julgar pelas músicas com letras de conteúdo sexualmente explícito. Isto lhe trouxe diversos problemas, além da aversão de parte da opinião pública. O trabalho de Dirty Mind marcou a passagem do estilo disco para seu lado rock. Nesta época sua carreira era impulsionada com abertura de astros já consagrados como Rick James e Rolling Stones.

Em 1982 lança o álbum 1999, que emplacou os hits Little Red Corvette e 1999 que o consagrou de vez entre os principais artistas negros da época, ao lado de Michael Jackson e Lionel Richie.

Prince: The Revolution


A Revolução na carreira de Prince chega em 1984 com o lançamento do álbum Purple Rain e do filme com o mesmo nome. Era sua estreia como ator, interpretando um personagem quase biográfico chamado ‘The Kid’. Purple Rain se tornou um estrondoso sucesso de bilheteria , ganhando o Oscar de melhor canção original além de melhor trilha sonora de filme. Do álbum as faixas ‘Purple Rain’, ‘When Doves Cry’ e ‘Let’s Go Crazy chegaram no topo dos singles das paradas de todo o mundo. O álbum recebeu indicação da revista Rolling Stone como um dos 500 melhores álbuns de todos os tempos.

Depois de Purple Rain a carreira entrou em decadência. Seu estilo de fazer as coisas, onde, por exemplo, não gostava de ter uma agenda predefinida e organizava suas apresentações em cima da hora, o que irritava toda sua equipe. Outro fato era que se sentia profundamente manipulado e limitado pela Warner .

Uma vez indignado, pronunciou: “A Warner tornou o nome “Prince” uma marca registrada dela, e usou-o como uma ferramenta de marketing principal para promover todas as músicas que eu escrevi. A empresa possui o nome e toda a música relacionada comercializada sob o “Prince”. Assim, eu me tornei meramente uma peça de penhor utilizada para produzir mais e mais dinheiro para a Warner Bros… Eu nasci com o nome “Prince”, e não quero adotar outro nome convencional. O único substituto aceitável para o meu nome e minha identidade, é um símbolo sem pronúncia, que é uma representação de mim, e de minha música. Este símbolo estará presente em meu trabalho ao longo dos anos; é um conceito que tem evoluído a partir de minha frustração; é quem eu sou. É o meu nome.”

O último show


Prince
Prince – novo nome: ♂ mais ♀

Em 1993, ele mudou seu nome para o mesmo símbolo impronunciável , que junta os símbolos masculino ♂ e feminino ♀ e o usou até 2000, quando o contrato com a Warner expirou e ele voltou a se referir com Prince. Neste período passou a lançar disco sem muita expressão só para cumprir o contrato com a Warner.

Sua última apresentação, foi no dia 14 de abril em Atlanta. O show fazia parte de uma série de concertos batizados de “Piano e Microfone”, no qual tocava apenas sua guitarra e acompanhado por um piano. O show realizado havia sido marcado para o dia 7 de abril, mas foi remarcado para o dia 14 do mesmo mês porque já começa a apresentar problemas de saúde. Após o show, resolveu ir embora. Durante o voo, ele passou mal e o seu avião particular fez um pouso de emergência em Moline, Illinois.

Uma semana depois do incidente, no dia 21 de abril, Prince foi encontrado desacordado em um elevador de sua mansão em Minneapolis. Sua morte, aos 57 anos, teve grande repercussão pelo mundo provocando as mais diversas declarações. Obama, o então presidente dos Estados Unidos declarou: “Hoje o mundo perdeu um ícone criativo. Michelle e eu nos juntamos a milhões de fãs ao redor do mundo em luto pela morte repentina de Prince. Poucos artistas influenciaram o som e trajetória da música popular ou tocaram tantas pessoas com seu talento. Como um dos mais privilegiados e produtivos músicos de nosso tempo, o Prince fez tudo. Funk. R&B. Rock and roll. Ele foi um instrumentista virtuoso, um líder musical brilhante e um intérprete eletrizante. Nossos pensamentos e orações estão com sua família, sua banda, e todos que o amavam”.

7 coisas que talvez você não soubesse sobre Prince


  • Prince só tinha 1,57 m de altura, invariavelmente compensados por botas de saltos altos e roupas extremamente coloridas, talvez para desviar a atenção;
  • Em um show de abertura dos Rolling Stones, se apresentou vestindo um casaco e cueca. A plateia não aprovou esta atitude e atirou lixo e o vaiou até a sua saída do palco;
  • No final de sua carreira não gostava de ter uma agenda predefinida e organizava suas apresentações em cima da hora;
  • Michael Jackson o convidou para um dueto em seu álbum Bad, mas diferenças artísticas puseram fim ao projeto;
  • O hit ‘Batdande’ da trilha sonora do filme Batman é de autoria de Prince;
  • Prince é coautor (mas não creditado) das canções “Like Prayer”, “Keep it Together”, “Act of Contrition” e “Love Song”, sucessos da Madonna;
  • Mega e premiados sucessos como ‘I Fell For You’ com Chaka Chan e ‘Nothing Compares 2 U’ na voz da cantora irlandesa Sinéd O’Connor são de autoria de Prince.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *