MYNETFLIX

#

SENSE 8

Ficção Científica | 2015

Uma das grandes façanhas de uma série de TV almeja é chegar à sua segunda temporada. Neste ponto Sense 8 pode comemorar, depois de provocar bastante polêmica na primeira temporada, ao exibir os pensamentos em cenas sensuais das agora irmãs Wachowski. Na nova temporada, que estreiou dia 5 de maio, a dupla promete expandir o universo dos oito personagens que se conectam e interagem entre si, se ajudam mutualmente burlando as barreiras físicas, criando uma intercessão fantástica de suas vidas.

Sense 8 – I said hey: What’s going on?

sense-8
What’s going on?

A primeira temporada de Sense 8 provocou o maior frenesi quando estreou em junho de 2015. Algumas cenas deixaram de boca aberta muita gente que não estava acostumada ver cenas de sexo explícito de maneira tão aberta em uma série de TV.

Para explicar tamanha ousadia basta observar os autores, os irmãos Wachowski. Recentemente se declararam transexuais e mudaram de gênero, não fazendo a menor cerimônia de serem chamadas de irmãs.

Esclarecidos as circunstâncias e sabendo o que poderá vir pela frente, os sustos são amenizados. Assim, podemos nos concentrar na trama que nos jogam confusamente de canto para o outro do planeta. As irmãs Wachowski já tinham feito algo parecido no filme A Viagem, onde passado, futuro e presente se misturam.

Aproveite e assista o filme A Viagem, também dos irmãos(as) Wachowski.

A razão destas viagens é que os oito protagonistas da série se conectam mentalmente. O nível de ligação chega ao ponto de transferir habilidades um para outro. O personagem Capheus (Aml Ameen), por exemplo, um jovem africano fã de Jean-Claude Van Damme, se transforma um verdadeiro ninja das artes marciais ao se ligar com a coreana Sun Bak (Doona Bae), que vive em Seul um inferno por ter de assumir a culpa de crimes praticados pela família.

Como você viu começamos a falar de sexo, passamos para ficção científica e chegamos ao drama. Isto é Sense 8, que mistura vários gêneros em um caldeirão de emoções.

Por que assistir a segunda temporada de Sense 8?

A segunda temporada recomeça depois dos eventos do episódio especial de natal. Então seria bom você assisti-lo antes de mergulhar na irresistível maratona das séries no Netflix. Há uma promessa de aprofundamento nos conflitos de cada personagem que serão mais bem explicados. Os problemas que eram de ordem pessoal serão elevados a um nível global. Terão mais consciência do que ocorre com eles, com isto, estarão mais unidos e por consequência mais fortes. Já diziam por aí, “A união faz a força”.

sense-8-or-7
Sense 8 ou 7?

Outra descoberta é a existência de diversos sensates no mundo e que podem se conectar aos nossos heróis e isto certamente amplia o universo de Sense 8, ou talvez seja sua ruína. A respeito disto, nos bastidores as coisas não andaram muito bem. Lilly Wachowski afastou-se durante essa temporada. Antes disto, por causa de uma divergência com as irmãs Washowski, o ator Aml Ameen, que particularmente gostei muito de sua atuação como o africano Capheus, foi substituído por ator Toby Onwumere. Isto explica uma foto promocional do grupo com apenas sete integrantes. Será que isto vai dar certo?

Outro bom motivo para assistir Sense 8

Um bom motivo, é que algumas cenas foram gravadas no Brasil. Uma delas foi a famosa parada Gay em São Paulo. Há participação de Bruno Fagundes, filho de Antônio Fagundes, que fez teste para integrar o elenco de Sense 8. Por ser muito jovem para o personagem, não foi escolhido, mas impressionou. Tanto que foi convidado a fazer uma ponta na nova temporada em que interpreta um personagem gay e dá um maior beijaço no parceiro. Questionado se ele sentiu-se constrangido ao interpretar um personagem gay respondeu: “Como ator, sou uma ferramenta para dar vida a todo e qualquer personagem e, assim, honrá-lo, respeitá-lo e defendê-lo com todo meu empenho e profissionalismo”.

Para completar a trama nada melhor que a velha Teoria da Conspiração. Como sempre o vilão é um órgão secreto do governo que conspira para capturar ou matar os sensates e assim manter a tradição de sempre; tentar ocultar o que não se pode ser explicado ou que querem obter vantagens.

Irmãos ou irmãs Wachowski?

Como um roteiro de uma série de ficção depende do tempo em que se observa a história, para responder. Os irmãos Andy e Larry Wachowski sempre se sentiram conectados pelos pensamentos e vontades, sempre se sentiram diferentes dos meninos e assim cresceram.

Respaldados talvez com a fama da trilogia Matrix, sucesso de crítica e público, os dois resolveram revelar publicamente suas transexualidades, que já era fato para familiares e amigos. Em 2012, Larry virou Lana e em 2016, Andy assumiu a condição de Lilly. Por isso que as duas às vezes são referidas como os dois até estas datas.

Matrix, sucesso de crítica e público, lançaram as irmãos(as) Wachowski ao estrelato.

Sabendo deste detalhe, começamos a entender porque existem personagens como um hacker transexual lésbica ou um ator mexicano gay enrustido. Como um grito de liberdade as irmãs Wachowski abusam de cenas sensuais que deixam a série não indicada para menores de 18 (e maiores conservadores de 70 anos). (rsrsrs)

Sense 8: Um debate sobre gênero e uma boa diversão juntos.

Sense 8 pode causar espanto ao expectador menos avisado. Opiniões antagônicas certamente tentam repudiar a série e a vontade de assisti-la, que além de abrir um debate sobre gênero, nos divertem com uma ficção científica estilo Matrix. Ouvir e conhecer o que as pessoas do outro lado pensam é muito válido, quando isto é fruto natural e não uma criação de alguma psicose não resolvida. Adquirir conhecimento sobre algo é a melhor maneira de se acabar literalmente com um pre_conceito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *