O Menino Que Descobriu o Vento

MYNETFLIX
O Menino Que Descobriu o Vento

Melhores Filmes Netflix:
O Menino Que Descobriu o Vento


Com o drama “O Menino Que Descobriu o Vento” a Netflix dá mais um passo para dominar as mídias em todos os níveis. Agora as fichas jogadas são em cima do talento e sensibilidade do ator Chiweter Ejiofor, que ganhou notoriedade atuando em “12 Anos de Escravidão” e “Doutor Estranho”. Além de ser um dos protagonistas da nova obra, ele dirige e também é roteirista desta bela história de um menino que diante uma seca implacável na África, resolve um grande problema com uma ideia simples.


ASSISTIR AGORA

A história real contra as possibilidades.

william

William Kamkwamba nasceu em 5 de agosto de 1987 em Dowa, Malaui – oficialmente República do Malawi – um país da África Oriental. William nasceu na fazenda da família em Masitala Village, Wimbe, duas horas e meia a nordeste da capital do Maláui. O segundo mais velho dos sete filhos de Trywell e Agnes Kamkwamba, William tem seis irmãs, Annie, Dorris, Rose, Aisha, Mayless e Tiyamike.

William foi educado na Escola Primária, até o 8º ano. Então foi aceito na escola secundária, mas logo teve de abandonar os estudos. Devido à fome severa em 2001, sua família não tinha fundos para pagar os 80 dólares em taxas escolares anuais. Em vez de aceitar seu destino, o jovem autodidata que com muita curiosidade e imaginação, conseguiu vencer as adversidades para melhorar a vida de todos a sua volta.

O apoio veio de livros emprestados de uma pequena biblioteca comunitária localizada em sua antiga escola primária. Um destes livros foi Usando Energia, que mostrava o funcionamento de turbinas eólicas. Ainda que tivesse dificuldade para ler em inglês, conseguia compreender os livros por meio de imagens e diagramas. Ele decidiu construir um moinho de vento para abastecer a casa de sua família e evitar a necessidade de querosene, que fornecia apenas luz cintilante, distante e cara.

O Primeiro, ele construiu um protótipo usando um motor de rádio. Depois um moinho de 5 metros usando uma bicicleta quebrada, uma pá de ventilador de trator e árvores de eucalipto para a torre. Depois de ligar o moinho de vento a uma bateria de carro, foi capaz de alimentar quatro lâmpadas e carregar os telefones celulares dos vizinhos. O moinho foi posteriormente estendido para 12 metros para melhor captar o vento acima das árvores e foi usado para bombear água para um sistema de irrigação por gotejamento.

Para grandes dificuldades, as soluções são simples.

O projeto do moinho de vento atraiu muita gente, que o deixou conhecido mundialmente, pelo seu esforço e comprometimento mesmo diante das dificuldades. Logo, a notícia do seu “vento elétrico” espalhou-se para além dos limites de sua casa, e o garoto, uma vez chamado de louco, tornou-se uma inspiração para o mundo. A partir daí, o feito de William ganhou o boca a boca e o jovem foi convidado para falar sobre sua experiência no TED Global (instituição não governamental especializada em dar espaço para divulgação de novas ideias).

Onde fica Malaui.

Oficialmente República do Malawi, Maláui tem como capital Lilongwe, a maior cidade que abriga um aeroporto internacional e o museu de Kamuzu, um importante destino turístico do país. O forte do país é a agricultura e o turismo. Especificamente a indústria de tabaco. O inglês é a língua oficial, já que foi colonizado pela Grã-Bretanha.

O traço mais marcante Malauí, um dos países mais pobres da África, é o lago Malawi ou Niassa, terceiro mais extenso de África, que ocupa cerca de um quarto do país, com aproximadamente 31 000 km², dividindo-o com Moçambique e fazendo a fronteira com a Tanzânia. O relevo varia entre as planícies do rio Shire e planaltos desde a fronteira ocidental com a Zâmbia às proximidades da margem ocidental do Lago Niassa.

VEJA OUTROS DESTAQUES NETFLIX





Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *