Ad Astra – Um filme cheio de referências.

Na época de seu lançamento “Ad Astra” foi considerado pela crítica um filme grandioso, a altura até de 2001, Uma Odisseia no Espaço. Antes de assistir ao filme, procurei referencias sobre a história, mas quase a totalidade resumia-se a fazer comparações entre filmes, como Gravidade, diferenças de direção e roteiros. No entanto, para manter o ar culto e o entendimento cinematográfico, os críticos confundem quem simplesmente quer saber do que “Ad Astra” se trata.

Um dos motivos talvez seja que ao ultrapassar essas fronteiras, sutilezas do filme sejam reveladas e assim os terríveis spoleirs surgem. Mas como já faz algum tempo de seu lançamento, não faz mal em contar para quem vai ver o filme pela primeira vez.

tugaflix ad-astra

Brad Pitt é o astronauta Roy McBride, que se vê separado da figura paterna, quando seu pai parte em uma missão espacial para encontrar vida extraterrestre. No entanto falhas na espaçonave fazem que o contato fosse interrompido. Depois de várias tentativas sem sucesso, a missão foi considerada perdida e a tribulação morta.

O que procuramos nas estrelas, está e sempre esteve bem aqui na Terra ao nosso lado.


tugaflix ad-astra

30 anos após o desaparecimento, descargas ondas cósmicas provenientes do local onde a missão desapareceu, começam a chegar a Terra, provocando mortes em grande escala. Logo se presume que de alguma forma o pai esta vivo e seja responsável pelo fenômeno. Uma nova missão é convocada, agora com o intuito de ir até Netuno e destruir a fonte de energia e salvar a humanidade da extinção.

No final, apesar de “Ad Astra” ser ficção científica, o filme deixa uma reflexão bem realista. O que procuramos nas estrelas, desde que nos entendemos como seres humanos, talvez não exista e estejamos sós. E o fim desta solidão está e sempre esteve bem aqui na Terra ao nosso lado, ao alcance de um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *