WEBBIN BLOG

coringa
Joker (O Coringa)

Joker (O Coringa) é um dos mais importantes arqui-inimigos criados (em 1940) para o Batman. Foi baseado em uma carta de baralho do mesmo nome e parcialmente no filme “O Homem Que Ri”. Desde sua criação, o Coringa foi amplamente desenvolvido em sua caracterização, sendo retrato além dos quadrinhos na televisão e cinema. Na telona os atores se esforçaram em superar o anterior a cada nova aparição do personagem. A última, o Coringa de Joaquim Phoenix é considerado a mais realista e melhor de todas.

Assista ao trailer agora

coringa/joker

Coringa (Joker) – O homem que ri.


Criado por Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane, o Coringa sempre foi retratado como um gênio do crime, embora seja considerado um psicopata com humor sádico e doentio. Mas qual o criminoso em Gotham City que não o é?

O personagem não tem habilidades sobre-humanas, embora consiga resistência e forças extraordinárias da mesma forma que pessoas insanas apresentam em um momento de fúria incontrolável. Ele usa a sua inteligência e estrategismo a nível genial para desenvolver misturas tóxicas e/ou letais, bem como armamentos temáticos, incluindo cartas de jogo com pontas cortantes, campainhas de brinquedo mortais e flores de lapela que projetam ácido. Por isso tudo, ele é uma ameaça perigosíssima a polícia, a um super-herói ou mesmo a uma equipe inteira de super-heróis, como a Liga da Justiça.

joker

Várias versões são dadas para a origem do personagem. O próprio Coringa, como não poderia deixar de ser, brinca com isto. A versão mais clássica é que ele, durante uma perseguição do Batman, caíra em um tonel com solução química o deixando com a pele branca, cabelos esverdeados e com os músculos da pele esticados, o deixando com um sorriso eterno no rosto. Com o sucesso do Coringa de Joaquim Phoenix, certamente vai se popularizar uma nova opção de origem: Neste o Coringa é um comediante que tenta sem sucesso acender ao estrelato. Ao ser ridicularizado pela sociedade, ele rebela e vira símbolo da luta contra a desigualdades da sociedade.

As várias faces do Coringa.


Joker - Cesar Romero

Desde sua criação o Coringa tem apresentado várias faces e versões. Muitas delas apresentadas nos quadrinhos, mas foi na televisão e no cinema que as diferenças foram evidenciadas.

Na televisão, nos inocentes anos 1960, Cesar Romero interpretou o Coringa, em uma versão cômica e aparentemente inocente, muito mais nos seus planos maquiavélicos, como transformar os reservatórios de água de Gotham City em gelatina. Cesar voltou na pele do vilão no primeiro filme do Batman de 1966.

Joker - Jack Nicholson

Em 1989, no filme Batman, de Tim Burton, foi a vez de Jack Nicholson elevar o nível com seu Coringa, aclamado pela crítica. Uns dos motivos para o sucesso foi a presença do então relativamente desconhecido Michael Keaton como Batman. O experiente Nicholson não perdeu tempo, roubou a cena no filme ao misturar o visual extravagante dos quadrinhos com o sangue dos gibis modernos e seu jeito de atuar inconfundível.

Joker -  Heath Ledger

 

Heath Ledger – The Joker.


Quando todos pensavam que ninguém iria superar Jack Nicholson, surge Heath Ledger em “Cavaleiro das Trevas” (2008). Ele levou o personagem a uma forma bem mais dramática, alucinada, violenta e agressiva, evidenciando o visual psicótico e sombrio.

Joker - Jared Leto

O Coringa voltou aos cinemas oito anos depois em “Esquadrão Suicida” (2016), filme que reuniu criminosos da DC Comics. Interpretado pelo astro do rock Jared Leto, renovou a aparência do vilão agora todo tatuado e com ares de cafetão. A versão underground não agradou nem mesmo aos produtores do filme, que deletaram diversas cenas do Coringa, reduzindo a participação do vilão a uma mera subtrama da Arlequina. Tudo isto reduziram a nota de Leto como Coringa, o deixando como um dos piores da lista.

Joaquin Phoenix

Joker (2019) é o mais recente filme que conta a história da origem do personagem, pelo menos uma delas. Interpretado pelo excepcional Joaquim Phoenix, que traz para uma exuberante realidade o mundo fantástico baseado em HQ. Por ser tão possível, recebeu algumas críticas de como um ser humano comum, frágil (sem uma arma na mão) e totalmente lunático poderia se tornar o pior pesadelo do Batman. Muitos defendem que isto é exatamente uma brecha para uma provável, mas desmentida sequência. Este não seria o Coringa que conhecemos (ou que iremos conhecer). Mas o que manda é a renda nas bilheterias, que estão indo muito bem, obrigado. Então diante disto, as críticas positivas que prevalecem.

Curiosidades sobre o Coringa/Joker.


  • O plano inicial Coringa/Joker deveria ter morrido na sua primeira aparição nas páginas da HQ Batman#1. Mas uma interversão editorial permitiu sua sobrevivência e o personagem progredisse. Alias, em várias ocasiões o Coringa supostamente teria morrido, mas o seu corpo nunca foi encontrado;
  • Na década de 1950, o Coringa se tornou um ladrão patético e brincalhão em suas aparições nas HQs. O fato ocorreu por causa do “Código dos Quadrinhos” criado em resposta as críticas do psiquiatra Fredric Wertham, que culpava as HQs por desvios de moral e conduta dos jovens em seu livro “Seduction of the Innocent”.
  • Na série de televisão Batman, Cesar Romero se recusou a raspar seu bigode. Ele foi coberto pela maquiagem branca. Na época, a maioria das inocentes crianças fãs da série, nunca o notaram;
  • O Coringa de Jack Nicholson tornou o filme “Batman” o mais visto de 1989 e foi a atuação mais rentável do ator. Nicholson embolsou cera de US$ 60 milhões pelo papel, entre salários e participações nas bilheterias;
  • Heath Ledger – Oscar póstumo.


  • Heath Ledger que interpretou de uma maneira única e brilhante o Coringa, faleceu em janeiro de 2008 com apenas 28 anos, vítima por uma overdose de tranquilizantes, antes mesmo da estreia do filme. O marcante desempenho foi premiado tanto com o Globo de Ouro como o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, em 2009, prêmios recebidos postumamente;
  • Assista o Documentário – Heath Ledger

  • Robert De Niro que vive o apresentador do filme Joker, também interpretou o personagem Rupert Pupkin no filme “O Rei da Comédia”. Obcecado com a fama, vivendo em um mundo imaginário onde é amigo do ídolo Jerry Langford (Jerry Lewis). O filme é uma das referências para o filme “Joker”;
  • “Joker” condensa referências das HQs, mas aprofunda em fatos históricos como na decadente Nova York das décadas de 1970 e 1980, assim como acontecimentos recentes como Donald Trump.

VEJA OUTROS DESTAQUES WEBBIN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *